SAMPAFOBIA

.. Não tem explicação, aqui fala-se de tudo ..

20.11.06

Lá vem o Natal...

Mãe: Filho, já está na hora de enfeitar a casa pro Natal né?
Eu: Mãe, esse ano eu tenho um cunhado, ou seja, peça pro seu genro enfeitar, tô fora!
Mãe: Mas você sempre gostou de Natal!
Eu: Faz tempo que as coisas mudaram, os últimos 3 anos e ficava sozinho pelos cantos da casa.
Mãe: Mas tinha tanta gente, seus tios, tias, seus primos...
Eu: É, tinha alguém pra eu conversar? Não, ou era velho, ou era muleque e mesmo assim você não me deixa sair!
Mãe: Natal é com a família! Além do mais esse ano vem mais gente, a família do namorado da sua irmã vai passar a ceia aqui em casa.
Eu: Pronto, esse ano eu choro de verdade! Sozinho no Natal e com a família do meu cunhado em peso aqui em casa, com direito a ter que aguentar a irmã dele dando em cima de mim!
Mãe: Ah não, você não vai querer aquilo?
Eu: Acorda! Por isso tô falando que vai ser ruim, não entro pra'quela família nem que o Papai Noel dance funk em cima da mesa da cozinha!
Mãe: Chama seus amigos, você sabe que pode.
Eu: Mas todo mundo passa com a família.
Mãe: chama a Renata, ela sempre reclama de ficar na casa dela.
Eu: Mãe, ela viria de tomara-que-caia vermelho semi transparente, beberia todas e faria um strip no meu quarto mais tarde e você não imagina como essa cena pode chocar uma pessoa! Ela acha que tem corpão, tadinha.
Mãe: Melhor não mesmo, depois sua irmã fica com ciúmes do namorado e faz briga.
Eu: Pois é, vou ficar sozinho de novo.....
Mãe: Você já ouviu falar "Antes só do que mal acompanhado?"
Eu: Ok, desisto, nem vou pedir pra vc deixar eu sair, já acostumei com essa deprê de fim de ano, que venha o Natal!

17 Comments:

At 2:22 PM, Blogger Betty Branco Martins said...

Gostei , mas gostei mesmo deste "papel":)) com - es[E]trelinhas - de Natal:))

Beijinhos com carinho
Bom resto de semana

 
At 4:04 PM, Anonymous Edson said...

Eu adoro o Natal, mas estas festas "diplomáticas" são horriveis....adorei o bambu,,,hehehe

 
At 5:02 PM, Anonymous Cara Normal said...

Hahahahahahahaha - tadinho de vc!
Mas se te consola, eu tbém sofri alguns anos. Até que deu meu grito de independencia e comecei a picar a mula depois da comilança pras baladinhas... Quando eu era solteiro, né? Meu último Natal assim foi um sucesso no Ultra...

 
At 5:19 PM, Blogger Kristal said...

Tenho pavor de natal.
Quando criança, em Minas, uma velha vizinha sapata se vestia de Papai Noel e vinha ao meu quarto me bolinar.
Os natais nunca passaram de noites de pesadêlos para mim.

 
At 4:21 AM, Blogger BlueShell said...

Um Beijo ternurento
BShell

 
At 6:19 AM, Anonymous tertu said...

que dilema,hein ,camadara?!
mas onde está sua "personalidade",de querer passar o natal do jeito que vc quiser...?vc não é solteiro...???!!!
sufocar sua vontade... ainda...!!!
abs.tertu

 
At 8:58 AM, Blogger Laura said...

Eu entendo. Quando eu passava na minha casa no Brasil tambem tinha uns programas de indio assim pelo natal! Mas depois a gente acaba ate sentindo saudades.
Beijos

 
At 12:57 PM, Blogger Tom, um ser diferente... said...

Marshall,

Ler seu post foi como reviver o tempo que eu morava com meus pais em Recife. Família é TUDO igual! E Natal é uma bosta batida e servido como goiabada.
Um saco! Um bando de gente invadindo a sua casa, vc tendo que ser agradável com todo mundo e ainda tem sempre um engraçadinho que solta aquelas piadinhas desagradáveis pro nosso lado.

Aí... Pra não morrer de depressão, a gente se atola de comer, fica com a consciência do tamanho do peru servido na noite anterior e se sentindo péssimo por saber que, ano que vem, tem tudo isso DENOVO!

Um abraço beeeeeeeem apertado em você! Se quiser vir passar o Natal aqui em Brasília, manda as ordens!

Tom

 
At 1:45 PM, Anonymous DO said...

Tbem estou me "preparando", Marshall.
Aliás ,as festas que se aproximam "prometem",hehehe
Ai,ai...
Abraços!

 
At 3:33 PM, Blogger Felipe Palha said...

Desculpa, mas acho que fiquei até feliz com o seu post. Meu natal é exatamente igual. Um mooonte de familiares com quem eu pouco ou nada tenho o que conversar, a mulher de um dos primos da minha mãe tentando me bolinar (frase dela que me traumatizou pro resto da vida: "nooossa, que pernas grossas, menino" - enquanto passava a mão na minha coxa).
Sair? Nem pensar, Natal é em família - "Já basta o reveillon que você não passa com a gente!". Sair depois da ceia? De jeito nenhum, no dia seguinte tem que acordar cedo pra ir se enfurnar na casa de algum parente comer os RESTOS da ceia.
Estou tentado a me convencer de que o Natal é uma época de auto-flagelação, pra começarmos mais um ano de vida de Jesus mais limpos ou qq baboseira religiosa dessas que digam...

 
At 6:12 PM, Blogger Jôka P. said...

Marshall, aqui em casa não comemoramos Natal nem a pau.
abç!

 
At 8:44 PM, Blogger Silvia F. said...

Pois eu acho que o Natal é a melhor época do ano, adoro o espírito natalício, sempre adorei!(excepto a vertente comercial!!!) Ainda me recordo hoje do dia em que me disseram que o pai Natal afinal não existia, foi um balde de água fria, perdeu-se a magia mas continuo a gostar muito. Também é verdade que o meu Natal é passado com muito pouca gente. Nada de primos, tios e afins! Só e apenas pessoas que amo muito. É como eu digo sempre, a qualidade é muito mais importante que a quantidade.
Estou a ver que no Brasil, as pessoas gostam de reunir a família TODA!! haha Isso não!

 
At 7:32 AM, Blogger Marshall said...

hahaha. Felipe, aqui em casa é assim também, no dia seguinte é resto na casa de alguém.. seu comentário ilustra bem o que é minha família.

 
At 10:28 AM, Blogger tb said...

Adorei e revi-me nesses natais de "faz de conta".
Diz a tua mãe que vens até cá. Natal cá em casa é fora detudo o que é normal! eheheh
beijão

 
At 3:53 PM, Blogger Luci said...

andei 100tempo, mas voltando aqui me deliciei com os diálogos...rs!!!
vc. é ótimo!
e o inferno deve ser mais divertido...hohohoho (já é natal!!!)
bjs!

 
At 7:11 PM, Blogger Ane Brasil said...

cara, tamo junto nessa1 odeio natal, odeio a OBRIGAÇÃO de aturar a família nesse dia... normalmente eu encho a cara e fico num canto... aí ninguém me incomoda...
Qdo era mais moleque eu torturava as crianças dizendo: meu, deixa de sê trôxa, Papai noel não existe, caralho. é seu pai que compra a porra do presente hehehe. fui corrida de muita festa de natal assim. ameaçaram me deixar um mês de castigo hehehe
Sorte e saúde pra todos!

 
At 8:32 AM, Blogger Amorosa said...

Proclamei independência do que eu quero fazer no Natal desde meus 14 anos. Eu gosto da "peregrinação natalina", visito um monte de gente a noite toda, namorado juntinho comigo!
.
.
.
Não acredito que você não esteja namorando, uai!

 

Postar um comentário

<< Home