SAMPAFOBIA

.. Não tem explicação, aqui fala-se de tudo ..

10.1.07

O Mico da Semana

Nem vou falar sobre Daniela Cicarelli pq é o assunto do momento.
Vou falar sobre um super mico que paguei essa semana que é muito mais engraçado.
Marquei de encontrar um amigo para irmos ao shopping comprar umas coisas. Como eu estava sem carro, ele me pegaria no metrô, no mesmo lugar que me pegou outras duas vezes.
Pra variar, cheguei meia hora atrasado, mas por culpa do metrô cheio e atrasado das 6 da tarde.
Ao sair da estação vi o carro de longe e fui andando em direção a ele com um sorriso do tipo hiena que pede desculpas (o carro estava de frente).... Ao chegar na porta do passageiro, bati no vidro e disse "Meu, abre logo, cacete".
O vidro se abriu e tinha um cara no volante, que não era meu amigo.
---- Fiz cara de interrogação----
Eu: quem é você?
Cara: Que foi?
Eu: É, desculpa, eu te confundi com outra pessoa... foi mal caa, eu vim encontrar um amigo que também tem um Celta preto com insulfilm igualzinho o seu...
Do outro lado da rua meu amigo rolava no chão de tanto rir.
Eu fiquei tão vermelho quanto um pimentão.... só acontece comigo!
Moral da história: Vou encher os carros dos amigos de adesivos!

15 Comments:

At 2:45 PM, Blogger Morcinha said...

O cara deve ter pensado logo que era um assalto.

 
At 3:20 PM, Anonymous Déa said...

KKKKK Tu é muito bom em mico. KKKK Mico "automobilísco" meu, foi quando eu peguei o carro de minha madrasta para ir a shopping com um amigo. Eu "esqueci" qual era o carro dela, então ficamos no shopping até a garagem ficar "mais ou menos" vazia e aí quando eu vi, reconheci o carro. Dá para começar a entender porque o meu apelido é DORY??? Beijos

 
At 6:57 PM, Blogger Felipe Palha said...

Eu não lembro mais quem foi, mas algum amigo meu já chegou a abrir a porta, sentar no banco do carona, bater a porta e mandar seguir, antes de perceber que não conhecia o motorista...
Eu, graças a Deus, normalmente faço essas coisas sozinho, como as 2 ou 3 vezes em que eu joguei roupa suja na privada ao invés de jogar no cesto...

 
At 1:56 AM, Blogger Sta Brunitinha said...

Oooou, você pode se atentar às placas!

Mas que essa foi boa, ah, isso foi!!!!

 
At 2:59 AM, Blogger Tom, um ser diferente... said...

Marshall,

Eu acho que essas coisas só acontecem com vc mesmo!

QUE FIGURA!

Saudades de vc!

Um abraço forte,
Tom

 
At 5:43 AM, Blogger SENTIR said...

Pêeeeeeense na cena...

 
At 3:59 PM, Blogger Moonlover said...

Divertida a tua história mas o pior é você meter a chave ao carro e ao tentar abrir a porta com alguma dificuldade olha lá para dentro e não reconhece o interior....oops, este não é o meu carro!!!
olhei para todos os lados, disfarçei, tentei trancar o carro de novo mas desisti e afastei-me rapidamente para o carro do lado que era o meu, lool.
(ps.era da mesma marca e cor do meu, tá!?)
beijo

 
At 4:32 AM, Blogger Cecilia Cunha said...

Adoro os teus micos!
Fica bem
beijo

 
At 3:51 AM, Anonymous rick said...

Acreditaria se eu falasse que já li isso em outro blog? Parece que não acontece só com você não... Abraços

 
At 6:31 PM, Blogger Rafa di Luca said...

vixi, aconteceu uma vez comigo. Estava esperando um amigo meu e lá foi ele tentando abrir a porta de outro carro igual o meu...eu quese capotei de tanto rir...foi boa, bem boa!

ainda bem que vc se tocou em tempo...rs...meu amigo quase arrumou uma briga!!!

 
At 4:43 AM, Anonymous Liliane de Paula said...

Marshall, já descobri o YOUTUBE. Pensei que tinha sido colocado no seu blog.
Grata,
Liliane de Paula

 
At 7:16 AM, Anonymous Diego said...

Eu tenho tanto medo de comenter gafes, mas de vez em quando é verdadeiramente impossível fugir delas. Já dei tchauzinho na rua para alguém que conhecia (mas era outra pessoa), já troquei nomes, já esqueci aniversários, e já confundi carros, também.

Que coisa, hein?
Até mais!

 
At 11:29 AM, Blogger sereia said...

ehehehehehe

 
At 4:47 AM, Anonymous tertu said...

acontece...!
mas, a fama de que paulista não se atrasa...???!!!
abs.tertu

 
At 7:52 PM, Anonymous Simplesmente Outono said...

Saudade prazerosa de sentir é esta que você da maneira mais doce e sutil me causa. Por hora deixarei apenas esta breve e não menos necessária verdade.

 

Postar um comentário

<< Home